5 Cuidados necessários na produção de alimentos artesanais

Conheça alguns importantes cuidados para se ter na hora da produção caseira.

Categoria: blog.Categoria.None
by: Laura Caetano

Você produz alimentos em casa e quer saber mais sobre todos os cuidados que são essenciais para a qualidade do seu produto? Aqui, será pontuado tudo que deve estar na rotina de quem fabrica alimentos artesanais e alguns riscos que surgem quando essas medidas não são adotadas.

Saiba que, agora, produtos caseiros são tendência e estão cada vez mais ganhando espaço no paladar do consumidor. Portanto, é hora de prevenir grandes problemas com pequenos atos que fazem o diferencial do seu produto:

        1. Higienização pessoal

Antes de qualquer outro passo, é necessário que todos os funcionários e/ou colaboradores realizem os protocolos sanitários eficazes no impedimento de contaminação dos alimentos.

Lavar as mãos antes de iniciar a fabricação e ao manipular resíduos, higienizá-las com álcool 70, cabelos presos e protegidos com touca, unhas aparadas e o uso de máscaras são algumas dessas medidas que precisam ser adotadas para que o produto não apresente nenhum perigo à saúde do consumidor.

Atenção! Diante da pandemia existente, esses cuidados precisam ser dobrados e, com isso, é recomendado o uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) que protegem a saúde do cliente e também do trabalhador.

Clique aqui para mais informações acerca de cuidados pessoais no ambiente de produção, seja uma cozinha industrial ou uma cozinha caseira.

O produto artesanal que ofereço aos meus clientes pode comprometer a saúde deles?

Sim! Por meio de perigos físicos (fragmentos de vidros ou plásticos presentes nas matérias primas, lascas de madeira, fios de cabelos, etc), perigos químicos (resíduos de produtos, tais como desinfetantes, detergentes, tintas, etc) ou perigos biológicos (microrganismos patogênicos, que causam doenças como diarreia, febre, etc).

        2. Limpeza das instalações

O ambiente que será usado para a produção deve ser limpo diariamente com soluções desinfetantes, a fim de eliminar qualquer bactéria presente. Não é recomendado que tenham lixeiras por perto e, se tiver, estas devem ser trocadas sempre que necessário, tendo em vista que o lixo é uma grande fonte de proliferação bacteriana.

Mas e se o ambiente não estiver limpo adequadamente?

Possivelmente, acarretará uma contaminação cruzada: geralmente ocorre a transferência dos organismos patogênicos de um alimento contaminado para outro alimento, porém também pode haver transmissão a partir de algum objeto ou superfície não higienizada.

DICA! Para enriquecer ainda mais a sua leitura, clique aqui nesse outro conteúdo do nosso blog sobre regras de limpeza que o seu estabelecimento precisa cumprir.

        3. Rotulagem nutricional

O objetivo do rótulo é tornar claro ao cliente tudo o que está contido no que ele vai consumir, todas as propriedades nutricionais dos alimentos e, além disso, pode chamar a atenção do consumidor que é mais observador nos detalhes e induzi-lo a comprar pela sua composição nutricional.

É essencial que você informe com veracidade tudo que está contido no produto em questão, se contém ou não ingredientes com lactose ou glúten, por exemplo, visto que é comum pessoas alérgicas. Uma vez que características técnicas estão contidas, você estará transmitindo mais credibilidade a respeito da fabricação.

Os meus produtos produzidos em pequenas escalas devem mesmo ter rótulo?

Sim, essas informações contidas nos rótulos farão a diferença e colocarão o produto de acordo com as legislações vigentes. A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) determina que a rotulagem nutricional deve ser aplicada a todos os alimentos produzidos, embalados e comercializados na ausência do cliente e prontos para serem ofertados ao consumidor.

DICA! Nosso blog tem outro conteúdo mais abrangente sobre rotulagem x comercialização que pode ser do seu interesse, para ler mais sobre isso clique aqui.

        4. Armazenamento dos alimentos

Para o seu cliente ter uma experiência ainda melhor com o produto, é preciso armazenar todos os alimentos de maneira correta. Já pensou no problema que causaria guardar um ingrediente perecível fora da geladeira?

Cada ingrediente possui uma composição diferente, e isso quer dizer que não podem estar expostos sob mesma temperatura.

Curiosidades importantes!

    • As hortaliças são bastante perecíveis, pois apresentam muita água na sua composição. Sendo assim, elas precisam ser higienizadas e secadas após a compra, e armazenadas em algum recipiente na parte de baixo da geladeira.

    •  As frutas possuem uma taxa de respiração diversificada e, por isso, algumas frutas como tomate, caqui e mamão papaia devem ficar na geladeira. Já a maioria, como banana e abacaxi podem ficar em temperatura ambiente.

Ficou interessado no assunto e quer expandir sua leitura? Veja este link.

        5. Embalagem dos alimentos

A embalagem tem um papel fundamental para manter as propriedades nutricionais iniciais do produto e também pode chamar atenção do cliente na hora da escolha. Isso também significa que a embalagem correta pode proporcionar ao produto um maior prazo de durabilidade.

Você sabia que tem uma Resolução da ANVISA que informa sobre materiais de embalagens?

A RDC n° 20 de 2007 (Resolução da Diretoria Colegiada - normas que atribuem aos estabelecimentos as Boas Práticas na fabricação, mantendo, assim, a qualidade do produto) chama a atenção do uso de materiais metálicos que entram em contato com alimentos.

Essa preocupação se dá porque o metal pode soltar substâncias que sejam prejudiciais à saúde do consumidor.

Então o que devo usar para embalar?

Depende do produto, da consistência dele e da temperatura que precisa ser conservado. Embalagens de papelão, plásticas, vidro, ecológicas (de papel) são as mais comuns e que trazem menos riscos de causar danos, porém é importante que seja estudado as características especificas do seu produto para escolher a embalagem que mais seja correta.

Ficou interessado em saber mais sobre o assunto? Então não perca tempo e entre em contato conosco pelo email - contato@nuteq.com.br - ou pelo telefone - (84) 99620-6964. Um de nossos consultores estará à sua espera para trazer os melhores resultados para a sua empresa.

Veja textos relacionados: