8 dicas de boas práticas de higiene para o delivery

Conheça sobre as boas práticas para o trabalho com delivery.

Categoria: blog.Categoria.None
by: Marciule Coutinho

O Coronavírus (COVID-19) está afetando diretamente o mercado alimentício por causa dos riscos de transmissão, dessa forma os estabelecimentos estão procurando outros meios de manter seus negócios para diminuir os impactos que o mercado está causando. Uma dessas soluções é o investimento no delivery, serviço de entrega a domicílio que está contribuindo de forma significativa para os lucros das empresas.

Uma pesquisa desenvolvida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL) mostra que “O crescimento do número de pedidos via aplicativo gira em torno de R$ 1 bilhão a cada mês”.

Fazendo uma projeção anual esses valores são ainda maiores “O número, que em média é um aumento de 12%, faz com que o setor no Brasil movimente em torno de R$11 bilhões a cada 12 meses”.

Sabendo do aumento da demanda nos serviços de entrega e consequentemente na produção de alimentos, elaboramos 8 dicas sobre boas práticas de higiene para ajudar o empreendedor a manter seu local de trabalho sempre limpo visando se adequar às normas propostas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

 

1. Limpar o veículo e a mochila térmica utilizados no delivery.

Garantir a boa higiene dos veículos que irá transportar os alimentos é essencial para que não ocorra contaminação das superfícies, por estarem constantemente expostos a fatores externos.

Para isso é importante que os veículos e as mochilas térmicas sejam higienizados após o término das viagens para impedir a proliferação de quaisquer microrganismos patogênicos.

Essa limpeza deve ser feita com produtos regulamentados pela ANVISA que tenham ação antibacteriana, pois destroem os microrganismos que estiverem nas superfícies, e seguindo as orientações de higiene do fabricante.

- Detergentes neutros,

- Produtos de limpeza multiuso;

- Álcool de limpeza 70%;

- Desinfetantes.

 

2. Lavar sempre as mãos

Os entregadores que trabalham no delivery costumam tocar em vários locais durante a entrega. Além do veículo e da mochila térmica, ele tem contato com dinheiro em espécie, maquininhas, cartões, celulares e recibos. Dessa forma, o risco de contaminação desses objetos e de outras pessoas pode aumentar consideravelmente.

Para os funcionários que trabalham na produção esse cuidado também deve ocorrer, visto que muitos possuem contato direto com o alimento e com outros materiais que possam conter microrganismos.

Sendo assim, realizar a higienização adequada das mãos e dos objetos que entram em contato com elas após a realização das entregas e antes, durante ou depois da produção, é de suma importância para evitar que o vírus se propague por outros locais ou superfícies.

É preciso lavá-las bem entre os dedos, os polegares, a palma da mão e as unhas (mantê-las sempre cortadas), dorso e ante braço por cerca de 20 minutos, para garantir que toda a superfície da mão tenha sido descontaminada corretamente. Se quiser saber mais sobre como higienizar as mãos clique aqui.

Caso não seja possível utilizar sabão neutro ou líquido, é recomendado utilizar o álcool 70%.

 

3. Higienizar a área de trabalho frequentemente

É necessário manter o local de produção com uma frequência de limpeza. Para isso deve-se criar uma rotina de higienização no local, através do uso de planilhas de controle que façam o acompanhamento da limpeza geral, dos equipamentos e utensílios de cozinha.

Cozinha suja x cozinha limpa

A limpeza deve ser feita antes do início de cada produção e durante a realização das atividades, de acordo com as necessidades do local.

É importante evitar deixar restos de alimentos e embalagens vazias nas proximidades, manter o local de manipulação livre de objetos que não serão mais utilizados.

Não reutilizar materiais descartáveis, utensílios que estejam sujos, mal lavados, quebrados, rachados ou que possuam matérias de difícil higiene, como de madeira.

 

4. Mantenha a estrutura do local em bom estado

Áreas de manipulação que estão em bom estado de conservação dificultam a propagação de vetores.

Paredes, portas e janelas que apresentem rachaduras, falhas, presença de umidade ou descascamento em suas estruturas impossibilitam a limpeza adequada nesse meio e propiciam essa proliferação, sendo necessário realizar a troca ou o conserto delas.

Suas superfícies devem ser lisas, claras impermeáveis e de fácil higienização, com sistema de proteção contra a entrada de vetores ou pragas no local, como telas milimétricas.

E as portas devem ter fechamento automático para diminuir o contato com as mãos dos manipuladores.

Os ambientes devem ser climatizados, com a presença de filtros adequados para garantir a circulação de ar e manter uma temperatura adequada durante a realização das atividades e evitar o surgimento de partículas em suspensão. 

Além disso, esses locais precisam ter um sistema de exaustão ou insuflamento com troca de ar e filtros adequados e que tenham a captação da corrente de ar das áreas de forma oposta para que não tenha transferência de partículas entre esses ambientes.

A NuTEQ trabalha com organização de layout, visando ajudar na readequação do fluxo de produção, orientando as mudanças necessárias para fazer na estrutura do local de trabalho. 

 

5. Organize seu lixo

Restos de alimentos são propícios para proliferação de vírus e bactérias. Por isso é importante que a retirada do lixo na cozinha e nos locais próximos seja feita frequentemente, evitando o acúmulo de resíduos no local.

As lixeiras devem possuir tampas e acionamento não manual para que os manipuladores não tenham contato direto com os restos de alimentos.

Elas não podem ficar localizadas na área de produção para que não ocorra a contaminação cruzada com os alimentos que estão higienizados.  E é preciso destinar um local específico para fazer a estocagem desses resíduos.

Muitos estabelecimentos produzem resíduos que possuem como destino final o aterro sanitário, mas realizar uma gestão adequada deles pode trazer benefícios para a empresa, como por exemplo marketing verde. Quer saber mais? Clique aqui.

 

6. Utilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s)

Para os funcionários que trabalham na produção, tendo ou não contato direto com o alimento, devem utilizar os EPI’s, como touca, roupas claras, sapato fechado e antiaderente e luvas. Não podem portar acessórios, como brincos e colares, e utensílios em suas roupas ou corpo. Quer saber mais sobre os os EPI’s para restaurantes? Clicque aqui.

 

7. Armazenar as embalagens, alimentos e materiais de limpeza em local adequado

É importante utilizar embalagens que não tenham sido utilizadas anteriormente. O armazenamento delas em ambientes que não tenham tido uma limpeza adequada pode acarretar o surgimento de insetos ou contribuir para a proliferação de microrganismos.

Sendo assim, o local deve ser constantemente limpo (paredes, pisos, superfícies) e as embalagens podem ser guardadas em prateleiras ou armários com uma distância considerável do chão e de preferência em um local específico, separado da área de produção ou de outros utensílios.

O mesmo deve ser feito com embalagens de alimentos que não foram utilizados. Ao chegarem na produção, devem passar por uma limpeza com produtos adequados ou álcool 70% e armazenados, de preferência, em um local específico para alimentos, como um estoque. Para não ter contato com outros tipos de materiais.

Os produtos de limpeza devem seguir o mesmo critério de higiene e destinação dos materiais citados anteriormente e serem regulamentados pela ANVISA.

Produtos de categoriais diferentes não devem ficar no mesmo local para não serem contaminados por substâncias de outras mercadorias.

 

8. Conheça as normas da ANVISA

É importante ter conhecimento sobre as normas propostas pela ANVISA que são responsáveis por determinar quais são as formas corretas de manipular os alimentos, realizar a assepsia dos utensílios, maquinários e do ambiente de trabalho. Além de oferecer as orientações corretas sobre os Procedimentos Operacionais Padrão.

 

Conseguiu compreender a importância da higiene no seu delivery? Acredito que sim!

Mas para que consiga ter seu delivery, é muito importante conseguir ter seus produtos bem formalizados e cumprindo com requisitos legais. Tem interesse em conhecer mais sobre o assunto? Fale conosco pelo whatsapp - (84) 99967-2250 ou pelo email - contato@nuteq.com.br. Um de nossos consultores estará a sua espera para trazer os melhores resultados para a sua empresa.

Veja textos relacionados: