5 sinais de que seu delivery precisa de mais inovação

 em Consultoria alimentícia

Durante muito tempo, quando se falava em delivery, a imagem que tínhamos em mente era a de pizzarias ou de restaurantes de culinária oriental, hoje com o surgimento de aplicativos especializados, como Ifood e Uber Eats, a realidade se mostra diferente.

Sabemos que hoje há uma variedade no número de produtos ofertados em delivery, desde doces, bolos, açaí até medicamentos e compras de supermercado!

O mercado de delivery vem crescendo 10% a cada ano e o Brasil é o maior mercado da América Latina, movimentando 10 bilhões de reais por ano.

Dados da fintech Mobills, startup com foco em finanças pessoais, indicam que o segmento de delivery teve um crescimento exponencial, e os gastos com ele cresceram mais de 94% durante a pandemia e é uma tendência a se estabelecer.

Com esse “novo normal”, as pessoas se acostumaram à praticidade do delivery, e com uma demanda crescente, muitos viram no delivery uma oportunidade de ter seu próprio negócio.

Tendo em vista tantos estabelecimentos implantando delivery, é bem difícil se diferenciar e não ser apenas “mais um” nesse oceano vermelho de concorrência sem uma constante inovação.

“O mundo é repleto de mudanças, ou você muda e se adapta ao ambiente em que você vive ou o ambiente muda você”.

Pensando nisso, escrevemos um artigo para te ajudar a identificar alguns pontos de alerta de que seu delivery precisa se inovar, diferenciando-se da concorrência.

Vamos lá!

 

1. Não conheço meu cliente

 

Você realmente conhece seu cliente? Acha que sim? Então conhece seus gostos, hábitos, faixa etária, sexo entre outros? Se não sabe ainda você pode estar perdendo dinheiro!

 

Identifique seu público alvo

Por mais abrangente que o ramo alimentício seja, há um segmento mais recorrente que deve ser prioritário em suas estratégias.

Dependendo de seu modelo de negócio, o perfil de cliente mais comum pode mudar, e você deve ter sua atenção focada nisso.

Evite ter seu foco distribuído em um público alvo muito abrangente, isso irá diminuir a eficácia de suas ações estratégicas.

 

Observe sua Base de Clientes

Como identificar seu público alvo? Uma das formas mais simples é olhar para os clientes antigos.

Se utiliza além dos apps, redes sociais como instagram e whatsapp, observe padrões entre seus clientes, como:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Ocupação;
  • Localização;
  • Horário dos pedidos;
  • Tipo de pedido;
  • Quantidade/valor do pedido.

Documente esses dados e verifique os padrões, como no exemplo abaixo:

 

 

Tendo esses dados documentados se tem um norte para a estratégia e o tom e voz que podemos utilizar na comunicação com ela.

Abordar perfis de clientes segmentados pode economizar esforço e dinheiro, principalmente em ações de marketing, deixando caixa livre para outros investimentos.

 

2. Não consigo me diferenciar da concorrência

 

Agora que você conhece seu cliente, é importante conhecer e se diferenciar da sua concorrência, e com o advento dos apps de delivery ela se acirrou ainda mais.

Com uma grande oferta de produtos semelhantes, chamar a atenção está cada vez mais difícil. Se diferenciar é preciso!

Mas como se diferenciar? Mais uma vez a resposta está nos clientes, eles geralmente compram por 3 motivos principais: Preço, Qualidade e Experiência.

 

  • Preço:

Dos 3 é o mais recorrente, mas também é o mais perigoso de todos.

É fato que um grande número de clientes escolhe o produto com base no preço, e um preço competitivo pode ser um grande diferencial.

Mas um preço muito abaixo do mercado pode ser uma espada de dois gumes! Seu trabalho pode ficar desvalorizado, o que pode atrapalhar no crescimento do seu negócio. 

Além disso, é necessária uma boa estruturação da gestão de custos, sobretudo o custo de mercadoria vendida, que é o custo padrão necessário para a produção de uma unidade do produto.

Uma solução seria a ficha técnica de seus produtos, onde estão dispostos e padronizados os ingredientes e seus preços, bem como o modo de preparo de um produto.

Assim haveria um conhecimento do real valor de seus produtos, o que possibilitaria promoções e combos.

 

  • Qualidade:

A qualidade é outro fator determinante na escolha de um delivery, quase sempre é o critério que prevalece quando a diferença de preço é ínfima.

Ao pensarmos em qualidade nos remete ao grau de excelência do produto, o que não está errado, mas a definição é muito mais abrangente que isto.

Qualidade é definida como:

“A totalidade de características de um produto ou serviço que possuem a capacidade de satisfazer uma certa necessidade de um determinado cliente.”

Ou seja, muito mais que apenas ingredientes de marcas famosas, qualidade é o quanto seu produto satisfaz a necessidade de um cliente.

Um caso interessante é o da marca “Nutella”, famosa marca produtora de creme de avelã que muda suas composições de produtos nas receitas de acordo com o país.

Para isso ela realiza um processo de validação que atesta a receita que faz mais sentido para cada região.

Importante lembrar que investir na qualidade pode ser um ótimo retorno financeiro, pois qualidade aumenta o valor agregado de seu produto, mas cuidado para não deixar de ser competitivo!

 

  • Experiência: 

Por último, provavelmente o mais indicado, mais barato e mais saudável para uma empresa.

A experiência é muitas vezes negligenciada, mas pode ser a ignição de um negócio de sucesso.

Experiência tem a ver com a percepção durante as interações em todos os pontos de contato de sua empresa com o cliente.

Uma experiência adequada pode ser a responsável pela fidelização e inclusive pelo processo de divulgação boca a boca por parte dos clientes.

Em um mundo onde o cliente está empoderado e tem uma miríade de opções de escolha, a experiência é fundamental até em um delivery.

 

 

Infelizmente não é incomum ver nas redes sociais imagens como esta, inclusive se vê facilmente nos feedbacks dos aplicativos de delivery.

Isso mostra que muitos estabelecimentos ainda não vêem o cliente como centro de seus negócios.

Cultivar clientes é o segredo do crescimento de seu negócio, um cliente que promove sua marca é bem mais barato e eficiente que ações de marketing.

 

3. Tenho dificuldade em organizar meu estoque

 

O controle de estoque é uma dor recorrente na maioria dos deliverys.

Não é incomum ouvir que se perdeu ingredientes perecíveis por se comprar mais que o necessário, ou que um pedido teve de ser cancelado por falta de algum produto.

Para ajudar no controle de estoque, algumas dicas são imprescindíveis:

 

  • Tenha um cardápio enxuto:

Um cardápio muito extenso pode ser prejudicial para seu delivery.

Devido à variedade de produtos, se faz necessário um número muito grande de ingredientes, que não necessariamente serão usados, devido à incerteza do delivery.

O ideal é um cardápio menor, que de preferência utilize ingredientes e preparações em comum, para assim maximizar o aproveitamento dos ingredientes.

 

  • Utilize o framework PEPS:

 O framework PEPS consiste em utilizar primeiro os produtos que estão há mais tempo no estoque, evitando assim, seu vencimento.

 Portanto, organize seu estoque de maneira que os produtos que foram comprados há mais tempo estejam de mais fácil acesso que os produtos comprados posteriormente.

 

  • Planeje suas compras:

Tenha sempre noção das suas entradas e saídas do estoque, para ter compras mais previsíveis e poder planejar financeiramente seu negócio.

 Evite ao máximo compras de pouco volume, pois produtos em maior quantidade têm menor custo.

 

4. Tenho dificuldade em atender nos dias e horários de pico

        

Hoje é sábado à noite, a cozinha está sobrecarregada e 3 comandas chegam ao mesmo tempo: já se viu nessa situação? É mais comum do que parece  na maioria dos deliverys.

O que não se percebe é que a maioria das vezes medidas simples podem amenizar essas dificuldades.

Dentre algumas medidas temos:

 

  • Mapeamento de processos:

Você tem processos mapeados? Saiba que não os ter pode ser um dos fatores responsáveis pela sobrecarga nesses momentos de pico.

Pode estar havendo retrabalho, quando uma atividade não é executada de forma satisfatória, e tem de ser refeita, dentre outros gargalos.

Esses retrabalhos, a maioria das vezes são responsáveis pelo atraso de pedidos e sobrecarga na cozinha, e corrigi-los faz desnecessária, na maioria das vezes, a contratação de funcionários.

Um mapeamento é essencial para um delivery ágil e eficiente, além de facilitar sua replicação em uma eventual expansão de seu negócio.

 

  • Mise in place:

 Termo difundido no programa “Masterchef”, é indispensável em qualquer cozinha de delivery.

Consiste em alocar com antecedência os ingredientes, de modo que estejam em locais onde possam ser manipulados com o mínimo deslocamento, evitando tempo ocioso.

 

  • Treinamento:

Por último, é essencial um time de excelência, que esteja bem treinado em procedimentos operacionais padronizados.

Um time treinado nos processos de sua cozinha é imprescindível para que todos tenham consciência de sua função e as executam com maestria.

Um delivery com procedimentos operacionais padronizados muito bem mapeados tem esse tempo de treinamento reduzido e falhas minimizadas.

 

5. Não consigo fidelizar clientes

 

Segundo o escritor Lincoln Murphy, “Conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um atual”.

Muitas vezes concentramos nossos esforços e recursos em marketing, alimentamos nossas redes sociais, e o retorno é custoso e demorado.

O que não percebemos é que deixamos ir os clientes que passam por nosso negócio.

Um cliente anterior já conhece sua empresa e a qualidade de seu produto, um investimento em marketing não seria tão necessário, mas por quê negligenciamos ele?

Como dito anteriormente, não colocamos o cliente no centro de nosso negócio, e no segmento de delivery, isto é um erro ainda mais fatal.

Todos pensamos que promovemos uma experiência adequada a nossos clientes, quando temos a “nota 5” nos aplicativos de delivery, nos deixamos cegar muitas vezes por essa métrica de vaidade.

Mas quantos, ao ver um feedback negativo procuramos solucionar o problema de nosso cliente?

Quantos ao ver que não temos o produto em estoque entramos em contato com o cliente e perguntamos se interessa a ele outro produto, em vez de apenas cancelar o pedido?

O cliente é o principal ativo de seu delivery e todos esses pontos de interação podem ser armas na fidelização dele.

Abuse dos bilhetes personalizados, por mais que exijam um trabalho que não esteja diretamente ligado à produção, são extremamente efetivos e produzem uma experiência incrível para seus clientes.

 

 

Gostou do nosso conteúdo? Agora você tem dicas valiosas. O delivery é uma tendência que só tem a expandir no mercado de alimentos.

Com uma concorrência tão acirrada, se diferenciar é o que ditará se seu negócio irá ou não sobreviver.

Agora você sabe que em um delivery, é importante ter processos bem padronizados e mapeados, bem como ter uma base de clientes fiéis e recorrentes.

Quer saber mais sobre como alavancar o seu delivery? Nós da NuTEQ, podemos te ajudar a estruturar e expandir seu negócio, e possibilitar resultados incríveis. Entre em contato conosco e vamos juntos desenvolver a sua empresa!

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário